Wednesday, Sep 17th

Last update10:57:24 AM GMT

Recusa ao pedido de cidadania italiana dobrou no ano passado

altMais de 40 mil estrangeiros obtiveram a nacionalidade italiana em 2010, a maioria por tempo de residência.

“Juro ser fiel à República e respeitar a Constituição e as leis do Estado italiano”. Mais de 40 mil imigrantes fizeram este juramento no ano passado. De acordo com os dados divulgados recentemente pelo Ministério do Interior, em 2010 mais de 21 mil imigrantes obtiveram a nacionalidade italiana por residência, ou seja, por viverem no país legalmente há pelo menos dez anos ou,  no caso de cidadãos de países comunitários, por pelo meno cinco. Outros 18 mil estrangeiros obtiveram a cidadania por terem se casado com cidadão ou cidadã italiana.

Entre os países com maior número de novos cidadãos italianos estão o Marrocos (com 6.952 concessões), seguido da Albânia (5.628) e da Romênia (2.929). O estudo mostra que apesar do número de concessões ter se mantido praticamente invariável com relação à 2009 (um aumento de apenas 0,34%), o número de pedidos recusados dobrou, passando de 859 a 1.634 casos.

Até o final de 2010, quase 150 mil pedidos de cidadania continuavam aguardando uma resposta.

Estes dados, porém, não representam o total de novos cidadãos italianos, pois não levam em consideração os pedidos apresentados pelos imigrantes de segunda geração, ou seja, filhos de imigrantes que nasceram no país e que só podem solicitar a nacionalidade italiana ao completarem 18 anos de idade.

Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com